O que é a Robótica?

Tecnologia de Robótica

A robótica é um sector interdisciplinar da ciência e engenharia dedicado ao design, construção e utilização de robôs mecânicos. Nosso guia lhe dará uma compreensão concreta da robótica, incluindo diferentes tipos de robôs e como eles estão sendo aplicados em todas as indústrias.

O que é a Robótica?

A robótica é a intersecção da ciência, engenharia e tecnologia que produz máquinas, chamadas robôs, que substituem (ou replicam) as ações humanas. A cultura pop sempre foi fascinada pelos robôs. R2-D2. Optimus Prime. WALL-E. Estes conceitos demasiado exagerados e humanóides de robôs parecem geralmente uma caricatura da coisa real…ou são mais avançados do que pensamos? Os robôs estão a ganhar capacidades intelectuais e mecânicas que não colocam a possibilidade de uma máquina do tipo R2-D2 fora de alcance no futuro.

À medida que a tecnologia avança, o mesmo acontece com o âmbito do que é considerado robótica. Em 2005, 90% de todos os robôs puderam ser encontrados montando carros em fábricas automotivas. Estes robôs consistem principalmente em braços mecânicos encarregados de soldar ou aparafusar certas partes de um automóvel. Hoje, estamos vendo uma definição evoluída e expandida de robótica que inclui o desenvolvimento, criação e uso de robôs que exploram as condições mais severas da Terra, robôs que auxiliam na aplicação da lei e até mesmo robôs que auxiliam em quase todas as facetas da saúde.

Enquanto o mundo geral da robótica está em expansão, um robô tem algumas características consistentes:

1 – Todos os robôs consistem em algum tipo de construção mecânica. O aspecto mecânico de um robô ajuda-o a completar tarefas no ambiente para o qual foi concebido. Por exemplo, as rodas do Mars 2020 Rover são individualmente motorizadas e feitas de tubos de titânio que o ajudam a agarrar firmemente o terreno áspero do planeta vermelho.

2 – Os robôs precisam de componentes eléctricos que controlem e alimentem as máquinas. Essencialmente, é necessária uma corrente elétrica (uma bateria, por exemplo) para alimentar a grande maioria dos robôs.

3 – Os robôs contêm pelo menos algum nível de programação de computadores. Sem um conjunto de códigos a dizer-lhe o que fazer, um robô seria apenas mais uma peça de maquinaria simples. Inserir um programa em um robô lhe dá a capacidade de saber quando e como realizar uma tarefa.

A indústria robótica ainda é relativamente jovem, mas já deu passos surpreendentes. Desde as profundezas mais profundas dos nossos oceanos até às alturas mais altas do espaço exterior, podem ser encontrados robôs que executam tarefas que os humanos não poderiam sonhar em realizar.

Tipos de Robôs:

Os robôs mecânicos vêm em todas as formas e tamanhos para realizar eficientemente a tarefa para a qual foram concebidos. Desde o “RoboBee” de 0,2 milímetros de comprimento até ao navio robótico de 200 metros de comprimento “Vindskip”, estão a surgir robôs para realizar tarefas que os humanos simplesmente não conseguem. Geralmente, existem cinco tipos de robôs:

Robôs Pré-Programados
Os robôs pré-programados operam em um ambiente controlado, onde realizam tarefas simples e monótonas. Um exemplo de um robô pré-programado seria um braço mecânico em uma linha de montagem automotiva. O braço serve para uma função – soldar uma porta, inserir uma determinada peça no motor, etc. – e a sua função é executar essa tarefa por mais tempo, mais rápido e mais eficientemente do que um humano.

Robôs Humanoides
Os robôs humanóides são robôs que se parecem e/ou imitam o comportamento humano. Estes robôs normalmente realizam actividades semelhantes às humanas (como correr, saltar e carregar objectos), e por vezes são concebidos para se parecerem connosco, mesmo tendo caras e expressões humanas. Dois dos exemplos mais proeminentes de robôs humanóides são a Sophia da Hanson Robótica (no vídeo acima) e o Atlas da Boston Dynamics.

Robôs Autônomos
Os robôs autónomos operam independentemente dos operadores humanos. Estes robôs são normalmente concebidos para realizar tarefas em ambientes abertos que não requerem a supervisão humana. Um exemplo de robô autónomo seria o aspirador Roomba, que utiliza sensores para vaguear livremente por uma casa.

Robôs Teleoperados
Os robôs teleoperados são robôs mecânicos controlados por humanos. Estes robôs normalmente trabalham em condições geográficas extremas, condições meteorológicas, circunstâncias, etc. Exemplos de robôs teleoperados são os submarinos controlados por humanos usados para consertar vazamentos em tubulações submarinas durante o derramamento de óleo da BP ou os drones usados para detectar minas terrestres em um campo de batalha.

Robôs de Aumento
O aumento de robôs aumenta as capacidades humanas actuais ou substitui as capacidades que um humano possa ter perdido. Alguns exemplos de robôs de aumento são os membros protéticos robóticos ou exosqueletos usados para levantar pesos pesados.

APLICAÇÕES DA ROBÓTICA

– Ajudar a combater os incêndios florestais

– Trabalhar ao lado de seres humanos em fábricas (conhecidos como co-bots)

– Robôs que oferecem companhia a pessoas idosas

– Assistentes cirúrgicos

– Pacote de última milha e entrega de encomendas de alimentos

– Robôs domésticos autónomos que executam tarefas como aspirar e cortar a relva

– Ajudar a encontrar itens e transportá-los pelos armazéns

– Usado durante missões de busca e salvamento após desastres naturais

– Detectores de minas terrestres em zonas de guerra

USOS DOS ROBÔS

Fabricação
A indústria transformadora é provavelmente o mais antigo e mais conhecido utilizador de robôs. Estes robôs e co-robôs (bots que trabalham ao lado de humanos) trabalham para testar e montar produtos de forma eficiente, como carros e equipamentos industriais. Estima-se que existem mais de três milhões de robôs industriais em uso neste momento.

Logística
Os robôs de expedição, manuseamento e controlo de qualidade estão a tornar-se um ponto obrigatório para a maioria dos retalhistas e empresas de logística. Porque agora esperamos que as nossas embalagens cheguem a uma velocidade vertiginosa, as empresas de logística empregam robôs nos armazéns, e mesmo na estrada, para ajudar a maximizar a eficiência do tempo. Neste momento, existem robôs que tiram os seus artigos das prateleiras, transportando-os através do chão do armazém e embalando-os. Além disso, um aumento dos robôs de última milha (robôs que entregarão autonomamente a sua embalagem à sua porta) garante que você terá um encontro cara a cara com um robô logístico num futuro próximo.

Casa
Já não é ficção científica. Os robôs podem ser vistos em todas as nossas casas, ajudando nas tarefas, lembrando-nos dos nossos horários e até mesmo entretendo os nossos filhos. O exemplo mais conhecido de robôs caseiros é o aspirador autónomo Roomba. Além disso, os robôs agora evoluíram para fazer tudo, desde cortar a relva autonomamente até à limpeza de piscinas.

Viagens
Há algo mais parecido com ficção científica do que veículos autónomos? Estes carros auto-conduzidos já não são apenas imaginação. Uma combinação de ciência de dados e robótica, veículos auto-conduzidos estão tomando o mundo de assalto. Os fabricantes de automóveis, como Tesla, Ford, Waymo, Volkswagen e BMW estão todos a trabalhar na próxima vaga de viagens que nos permitirá sentar, relaxar e desfrutar do passeio. As empresas de rideshare Uber e Lyft também estão desenvolvendo veículos autônomos de rideshare que não precisam de humanos para operar o veículo.

Cuidados de saúde
Os robôs fizeram enormes progressos na indústria da saúde. Estas maravilhas mecânicas têm sido utilizadas em praticamente todos os aspectos da saúde, desde cirurgias assistidas por robôs a robôs que ajudam os seres humanos a recuperar de lesões em fisioterapia. Exemplos de robôs que trabalham na área da saúde são os assistentes de saúde da Toyota, que ajudam as pessoas a recuperar a capacidade de andar, e o “TUG”, um robô projetado para passear autonomamente por um hospital e entregar tudo, desde medicamentos até roupas limpas.

Eu espero que este conteúdo tenha utilidade para você e seus negócios!

Se tem alguma dúvida, crítica ou sugestão, deixe um comentário.

About the author

Olá, prazer! Meu nome é Claudia Ferraz, sou empreendedora apaixonada por Marketing Digital, estratégias e Tecnologia, também desenvolvo Cursos Online para empreendedores e empresários que desejam ganhar dinheiro com seus negócios usando a internet! Meu propósito é compartilhar meus conhecimentos e minha experiência de marketing e vendas adquirida ao longo de 20 anos, para que cada vez mais pessoas possam ser felizes fazendo o que ama, e claro, sendo bem pagas por isso! Eu não só falo sobre marketing digital, tecnologia e estratégias. EU TRABALHO COM ISSO. Coloco a mão na massa para várias marcas todos os dias, já ajudei mais de 500 empresas em toda minha carreira. Planejo… Valido… Aprendo… E compartilho tudo com vocês!